Voltar

4 dicas para gerar eficiência na gestão de processos

Junte-se a mais de 15.000 profissionais de gestão da saúde.

Assine nossa lista e receba conteúdos com prioridade

A gestão de processos está diretamente ligada ao crescimento profissional, pois demanda capacidade de organização, liderança e negociação

Por Roberto Gordilho

Quando o assunto é gestão de processos, muitos profissionais enxergam uma série de incêndios e problemas diários que precisam ser resolvidos. Esse é o principal sintoma de baixa eficiência no trabalho – e consequentemente, um empecilho para o desenvolvimento da sua carreira na organização de Saúde. Os processos são a base para a entrega de resultados. São eles que permitem à sua equipe contribuir para a evolução do negócio e atuar em conformidade com o planejamento estratégico. 

Mas, afinal, por que a gestão de processos é tão importante para os profissionais que atuam na Saúde? 

Os processos são os pilares da operação de qualquer negócio. É por meio deles que a área entrega os resultados e, por isso, eles demonstram a capacidade dos gestores de usar os recursos humanos e materiais disponíveis na organização de Saúde. Para que eles funcionem de maneira efetiva, é preciso otimizar o uso de tecnologias, ter uma boa gestão de pessoas, capacidade de organização e, inclusive, de negociação.

Então, vamos agora compreender como esses valores se desdobram em quatro dicas importantes para a gestão de processos:

1- Mapeamento

O primeiro passo para conquistar eficiência na gestão de processos é compreender o fluxo de atividades. E aqui entra outra importante definição:

  • Atividade: é uma ação tomada dentro de um processo.
  • Processo: é formado por um conjunto de ações que levam ao resultado.  

Saber organizar os processos é fundamental para que os objetivos da sua área aconteçam com eficiência, ou seja, com menos esforço e energia para gerar mais resultados. Então, na gestão de processos o mapeamento exige que o profissional tenha habilidade de organização, o que significa:

  • Entender o fluxo de atividade;
  • Identificar quais delas não agregam valor ou de fato não funcionam;
  • Eliminar gargalos;
  • Aproveitar pontos de melhoria.
2- Liderança

Com a visão clara de como os processos funcionam, a próxima dica é unir a equipe e iniciar a redefinição de rotinas. A liderança aqui é fundamental para que a revisão seja produtiva. É preciso engajar as pessoas e motivá-las a apontar possibilidades de melhoria. Além disso, muitas vezes é necessário reposicioná-las. Isso demanda que o profissional olhe para o time e compreenda a relação do perfil de cada colaborador com as atividades que ele desempenha.

3- Ferramentas e tecnologia

Há no mercado diversas plataformas focadas em gerar celeridade e redução de erros em processos. Por isso, é importante que o profissional se mantenha atualizado e conheça as ferramentas que melhor se encaixam no perfil de sua área. O Business Process Management, por exemplo, é uma das mais utilizadas para revisão e organização dos processos. 

4- Negociação

Se você organizou os processos de sua área de maneira eficiente, com revisão das atividades e engajamento do time, o passo seguinte é analisar como as entregas de outras áreas influenciam a sua. E isso não significa apontar erros e distribuir julgamentos. Os resultados de outras áreas podem chegar desconexos com o propósito de seu time e departamento. Por isso, é importante aplicar novamente as habilidades de liderança e negociação. É o momento de conversar com as lideranças de outras áreas e explicar como as entregas podem acontecer de maneira colaborativa

O sucesso de um negócio não pode depender exclusivamente de uma área ou pessoa específica. Com essa visão, o profissional pode otimizar os processos de sua área e contribuir para o desenvolvimento dos departamentos adjacentes. E, assim, destacar-se e crescer dentro da organização de Saúde pela capacidade de gerenciar processos e lidar com pessoas, recursos e tecnologias.


24 de maio de 2022 | Atualizado dia 24 de maio de 2022


ÚLTIMAS POSTAGENS

Estratégia Empresarial

Planejamento tático e operacional: a importância de envolver pessoas

A continuidade do planejamento estratégico acontece nos níveis tático e operacional, em que a atuação das pessoas de forma engajada…Leia mais.

Estratégia Empresarial

Entenda como o planejamento é importante na Saúde

Com a empresarização do setor, dominar o planejamento estratégico é requisito básico; Desdobrá-lo em ações e ampliar o engajamento se…Leia mais.

Carreiras

O grande erro que impede seu crescimento profissional

Na Saúde, o crescimento profissional está ligado à capacidade de entregar resultados acima da média de maneira contínua e consistente…Leia mais.

Cadastre-se para ter acesso a conteúdos exclusivos