Experiência do cliente e a importância do BPM na Saúde - GesSaúde
Voltar

Experiência do cliente e a importância do BPM na Saúde

Junte-se a mais de 15.000 profissionais de gestão da saúde.

Assine nossa lista e receba conteúdos com prioridade


Gerenciamento de processos executado de forma eficaz contribui para a satisfação e experiência do cliente

Por Fabiana Freitas

A experiência do cliente é um tema que tem despertado a atenção dos gestores nos últimos anos. E isso se deve ao fato que o cliente passou a ficar extremamente empoderado. Ou seja, os usuários da Saúde estão tendo oportunidades de acessar informações e ter escolhas sobre quais os serviços e organizações que melhor atendem os anseios e necessidades. Esse processo não depende única e exclusivamente daquilo que vem de dentro pra fora da instituição. E o gerenciamento de processos é fundamental na experiência do cliente.

Afinal, um dos pilares do BPM (Business Process Management – Gerenciamento de Processos de Negócio) é colocar o cliente em voga. Ou seja, a operação tem de estar focada na expectativa do cliente. Então,  como essa estratégia está ligada com a importância do gerenciamento dos processos? Trata-se de uma mudança de olhar, de cultura de gerenciamento.

O paciente visto como cliente

Uma mudança primária no processo de melhoria da experiência do cliente é enxergar o paciente como consumidor. E, assim, o gestor deve ponderar que esse cliente tem direitos e exigências. Ele pode optar por concorrentes e compartilhar sua avaliação e experiência do atendimento ofertado. Ou seja, o cliente da Saúde quer a mesma qualidade, tecnologia e comodidade que outras indústrias oferecem.

Operação do negócio

Para que o cliente esteja no centro da operação do negócio, os processos devem estar alinhados para entregar os resultados formulados pela expectativa do cliente. Assim, a excelência operacional tem que ser definida e orientada pela melhor passagem do usuário da Saúde. Em todas as dimensões do atendimento, o cliente tem de passar por uma experiência positiva e duradoura. Ou seja, não basta que a experiência seja positiva uma única vez. Em todos os momentos em que o cliente recorrer à organização de Saúde deve ter uma experiência de excelência. 

O bom atendimento faz com que o cliente não busque o concorrente para avaliar e fazer comparações. Dessa forma, a instituição deve ter uma operação estruturada, com pessoas capacitadas e engajadas a compreender a importância da experiência do cliente.

Trata-se da integração do gerenciamento dos processos com o olhar de se preocupar com a experiência do cliente. Os profissionais devem se questionar e saber a forma de entregar resultados e valor na área em que atua.


18 de fevereiro de 2020 | Atualizado dia 18 de fevereiro de 2020


ÚLTIMAS POSTAGENS

Gestão da Saúde

Liderança exponencial dentro das organizações de Saúde

Liderar é mais que gerir colaboradores, trata-se de uma habilidade que também exige sensibilidade humanitária Por Roberto Gordilho Em um…Leia mais.

Gestão da Saúde

Conceitos e aplicações do design thinking

Ferramenta é a principal fonte de solução de problemas e construção de produtos e está muito além dos post-it Por…Leia mais.

Gestão da Saúde

Métodos ágeis de gestão: uma realidade que veio para ficar

A Saúde está vivenciando um novo ambiente desafiador para a gestão, caracterizado pela volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade Por Roberto…Leia mais.

Cadastre-se para ter acesso a conteúdos exclusivos