Plano estratégico: entenda a importância na gestão da Saúde - GesSaúde
Voltar

Plano estratégico: entenda a importância na gestão da Saúde

Junte-se a mais de 15.000 profissionais de gestão da saúde.

Assine nossa lista e receba conteúdos com prioridade


De forma simplificada, o plano estratégico é o resultado do planejamento estratégico e deve ser compartilhado com todas as equipes

Por Roberto Gordilho

Na Saúde, assim como nos demais setores do mercado, toda empresa precisa elaborar uma estratégia. Porém, mais que isso, é preciso salientar que a liderança máxima da organização de Saúde precisa compartilhar o plano estratégico com os demais profissionais. Isso porque os resultados são fruto da contribuição de muitas pessoas. E essa estratégia permite a redução de erros e o aumento da taxa de acertos durante a operação da instituição de Saúde.

O plano estratégico é resultado de um processo sistemático, de avaliação e definição da estratégia. Assim, esse processo sistemático é chamado de planejamento estratégico. Trata-se de um momento em que a alta gestão da organização de Saúde se reúne para repensar e definir a estratégia da organização. Por isso, o resultado do planejamento estratégico é o plano

estratégico. Porém, apesar de parecer simples, existem desafios na sua construção:

  • Primeiro:  o plano estratégico é uma atividade que envolve revisão e redefinição da ideologia da organização. Dessa maneira, a  missão visão e valores não devem mudar com tanta freqüência. E, por isso, o plano estratégico pode ser mais ou menos estável;
  • Segundo: o plano estratégico envolve a definição de visão de futuro da organização. Assim, o gestor deve pensar no futuro e três dimensões:  curto, médio e longo prazo. Por exemplo, 12, 36 e 60 meses estabelecidos para que a organização chegue até os objetivos e metas. 
  • Terceiro: e para chegar lá o gestor precisa analisar os ambientes interno e externo. Além disso, é necessário considerar a atuação de concorrentes no mercado. E para todas as análises existem técnicas específicas.
Estratégia

Dessa forma, a estratégia é o caminho para que a organização de Saúde alcance os objetivos e saiba onde quer chegar. Então,  o plano estratégico é um documento formal que contempla os objetivos estratégicos a visão, valores, o caminho que o negócio deve percorrer e as estratégias para alcançar esses objetivos. 

Sobretudo, o plano estratégico deve ser decomposto em objetivos estratégicos de menor nível, ações estratégicas e indicadores para monitorar não só o alcance, mas a direção e as tendências. Ou seja, é preciso que o gestor perceba se a instituição está caminhando a favor do que define os objetivos estratégicos ou se afastando deles.

Ações estratégicas

Além disso, existem ações estratégicas vão ser executadas para encaminhar o negócio para se aproximar dos meus objetivos estratégicos. Assim, os objetivos estratégicos devem ser recompostos em objetivos táticos. Por sua vez, eles serão decompostos em objetivos operacionais. E, continuamente, serão casados com as medidas de eficiência e performance dos processos.

Então, um plano estratégico tem importância fundamental dentro da organização. Porque ele vai dar todos os sentidos de direção. O plano estratégico deve ser comunicado e  acordado entre diversas pessoas. Além disso, ele poderá ser cobrado e desdobrado para que todos dentro da organização compreendam a estratégia. E, mais ainda, compreendam como cada profissional entenda qual a sua contribuição para ajudar a instituição a alcançar os seus objetivos.


20 de fevereiro de 2020 | Atualizado dia 20 de fevereiro de 2020


ÚLTIMAS POSTAGENS

Gestão da Saúde

Liderança exponencial dentro das organizações de Saúde

Liderar é mais que gerir colaboradores, trata-se de uma habilidade que também exige sensibilidade humanitária Por Roberto Gordilho Em um…Leia mais.

Gestão da Saúde

Conceitos e aplicações do design thinking

Ferramenta é a principal fonte de solução de problemas e construção de produtos e está muito além dos post-it Por…Leia mais.

Gestão da Saúde

Métodos ágeis de gestão: uma realidade que veio para ficar

A Saúde está vivenciando um novo ambiente desafiador para a gestão, caracterizado pela volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade Por Roberto…Leia mais.

Cadastre-se para ter acesso a conteúdos exclusivos