Voltar

Como lidar com uma equipe desmotivada na Saúde

Junte-se a mais de 15.000 profissionais de gestão da saúde.

Assine nossa lista e receba conteúdos com prioridade

Uma equipe desmotivada pode ser o reflexo de uma liderança frágil e passiva, portanto, a primeira mudança começa pelo próprio líder

Por Roberto Gordilho

“Motive sua equipe”. “Faça com que as pessoas estejam engajadas com o propósito da instituição”. Todo profissional que assume um cargo de liderança já se deparou com essas recomendações. Por mais que possam parecer subjetivas, por detrás delas está uma série de habilidades que permitem desenvolver e gerenciar de maneira humanizada uma equipe. Se seu time está desmotivado, é possível que o problema não está entre os colaboradores. A desmotivação pode decorrer da sua forma de agir e lidar com os desafios rotineiros. 

A posição de liderança aproxima o profissional dos objetivos da organização e das pessoas envolvidas no processo. A partir desse ponto de vista, é importante compreender que o líder é um facilitador e não apenas um controlador do trabalho. Quanto mais as pessoas confiam em um líder, maior será o engajamento e a dedicação para conquistar os resultados. E aqui entra em jogo outro desafio dos líderes em Saúde: definir quais são os resultados que a equipe deve entregar e transforma-los em objetivos compartilhados. 

Como reverter uma equipe quando ela se apresenta desmotivada? Aí vão algumas dicas:

Autoavaliação

O primeiro passo para lidar com uma equipe desmotivada é repensar essa questão. Ou seja, se as pessoas estão desmotivadas, o problema pode não estar no trabalho, mas talvez na liderança. Cobrar produtividade sem apresentar um propósito aproxima o profissional da postura de chefia (ultrapassada e que gera desmotivação e falta de confiança). 

É claro que, como qualquer negócio, é preciso entregar resultados em uma organização de Saúde. Porém, o resultado é muito diferente da quantidade de tarefas. O resultado é a razão de sua área e time existirem. 

Então, o primeiro passo é definir qual o resultado que sua equipe precisa entregar. 

Objetivos compartilhados 

Metas são fundamentais para o sucesso de qualquer área – e por consequência, do time. Elas são a materialização do propósito organizacional. Portanto, estabelecer objetivos compartilhados com a equipe significa desdobrar o resultado da área em metas individuais. Cada pessoa deve entender o que precisa entregar para contribuir com o desenvolvimento da área e da organização. Assim, cabe ao líder construir os objetivos e auxiliar cada membro do time a alcançar suas metas. 

O trabalho se torna colaborativo quando as pessoas compreendem seus papéis para o cumprimento do objetivo compartilhado. Dessa forma, com uma liderança humanizada e aberta ao diálogo, os membros do time se sentem seguros para executar as atividades e focar suas energias para atingir as metas e entregar o resultado da área. 

Relacionamento

Crie um relacionamento próximo e aberto com seus liderados. É fundamental que o time confie no líder, ou seja, que se permita ser liderado. E o líder precisa da confiança para entender como contribuir para o desenvolvimento individual das pessoas. Antes de ensinar e conduzir, é preciso ouvir e entender a situação de cada colaborador. Trata-se de um relacionamento mais igualitário e sem amarras hierárquicas. 

Estar envolvido com a equipe, identificar os pontos de melhoria, otimização da produtividade e corrigir os desvios quando surgirem são habilidades de prevenção. 

Defina marcos claros

Quando o líder constrói as metas e objetivos com sua equipe, ele precisa acompanhá-los e envolver as pessoas na metrificação dos resultados. Esse processo pode ser otimizado com a definição de marcos claros – reuniões semanais, mensais e anuais para aferir como está o andamento do trabalho. Não se trata, porém, apenas de cobrança por produtividade. Os marcos são momentos em que o líder orienta e percebe se a equipe está desalinhada com os propósitos do trabalho, aproveitando a oportunidade para adequar as atividades e contribuir para o desenvolvimento de toda a equipe. 

Portanto, ao se deparar com uma equipe desmotivada, o líder deve repensar sua posição e criar estratégias para expandir o relacionamento e a comunicação eficaz com seu time. O líder só terá meios de descobrir os percalços se realmente estiver conectado com o time e tiver a confiança da equipe. A partir daí é possível pensar em outras situações para aumentar a motivação e engajamento da equipe.


6 de maio de 2022 | Atualizado dia 6 de maio de 2022


ÚLTIMAS POSTAGENS

Estratégia Empresarial

Planejamento tático e operacional: a importância de envolver pessoas

A continuidade do planejamento estratégico acontece nos níveis tático e operacional, em que a atuação das pessoas de forma engajada…Leia mais.

Estratégia Empresarial

Entenda como o planejamento é importante na Saúde

Com a empresarização do setor, dominar o planejamento estratégico é requisito básico; Desdobrá-lo em ações e ampliar o engajamento se…Leia mais.

Carreiras

O grande erro que impede seu crescimento profissional

Na Saúde, o crescimento profissional está ligado à capacidade de entregar resultados acima da média de maneira contínua e consistente…Leia mais.

Cadastre-se para ter acesso a conteúdos exclusivos