Voltar

Gerenciamento de equipes no home office

Junte-se a mais de 15.000 profissionais de gestão da saúde.

Assine nossa lista e receba conteúdos com prioridade

A qualidade das entregas e a comunicação clara entre os times fornecem ao gestor subsídios para avaliar a produtividade do trabalho em home office

Por Editorial GesSaúde

Para todas as indústrias, a adaptação para o trabalho remoto, ou home office, apresentou desafios e benefícios. Muito embora a pandemia dê sinais de enfraquecimento, em muitas organizações de Saúde as pessoas ainda têm receio de retomar a atuação presencial. Em outras situações, atuar à distância permitiu novas frentes de atuação. Não importa o cenário, esse modelo de trabalho demanda que o gestor aplique habilidades modernas de gerenciamento das equipes e ampliação do engajamento. 

O momento pede parcimônia e compreensão. Uma liderança efetiva sabe escutar os liderados e adaptar a operação para situações individuais. É importante manter a equipe coesa e engajada. As dificuldades, quando persistirem, devem fazer parte do diálogo claro entre gestor e colaborador. Contudo, se a organização de Saúde já possui uma frequência de trabalho pelo home office, a gestão deve estar atenta para a qualidade das entregas.

Avaliação

No modelo presencial, os gestores se valiam das horas trabalhadas para analisar a produtividade das equipes. Com a ausência do escritório, cada pessoa adquiriu um ritmo operacional. Ou seja, não importa onde estiverem, a métrica para a produtividade aqui é a qualidade das entregas. Claro, cada área tem prazos particulares que devem ser cumpridos para a eficiência do negócio como um todo. Por isso, mais uma vez o gestor deve manter uma comunicação clara com seus colaboradores.

Treinamento

Diversas ferramentas digitais facilitam o relacionamento entre os profissionais. Reuniões, acompanhamento de rotinas e tarefas também podem ser acompanhadas com facilidade através das novas tecnologias. Contudo, antes de incorporar inovações para o trabalho home office, é importante fornecer treinamento para as equipes. Muitas vezes, uma dificuldade operacional pode ser sanada pela melhor interação entre pessoas e ferramentas. 

Checagem

Com tantas demandas surgindo constantemente, é fundamental criar rotinas de checagem. Check-lists diários podem facilitar a gestão tanto da rotina do líder quanto auxiliar seus liderados na execução das tarefas: quais são as tarefas já executadas e as que estão por fazer. Os rituais de acompanhamento e checagem devem acontecer no primeiro e último horários do expediente. 

O gestor pode se valer do home office para melhorar não apenas a gestão de equipes. Quando a produtividade é elevada e o engajamento acontece de forma natural, os resultados empresariais surgem com mais eficiência. Os desperdícios de tempo e insumo são reduzidos. Os serviços recebem valor agregado, sentido diretamente pelo cliente. Por todos os benefícios, o gestor consegue se destacar pela boa condução das equipes que estão em home office – um modelo que, para muitas instituições, ainda demanda muito aprendizado e energia para adaptação. 

Sobre Roberto Gordilho

Roberto Gordilho é fundador e CEO da GesSaúde, professor, palestrante, apresentador do Canal GesSaúde no YouTube, autor do livro “Maturidade de Gestão Hospitalar e Transformação Digital, os caminhos para o futuro da Saúde”.

Siga Roberto Gordilho no Youtube 

Siga Roberto Gordilho no Instagram


27 de agosto de 2021 | Atualizado dia 18 de agosto de 2021


ÚLTIMAS POSTAGENS

Gestão Hospitalar

Cultura de alta performance na Saúde: o fundamento está na liderança

Liderar vai além de gerir pessoas, exige sensibilidade humana e visão estratégica para construir uma cultura de alta performance Por…Leia mais.

Gestão de Pessoas

Resolução de conflitos: o poder da comunicação na Saúde

A comunicação faz com que as melhores tecnologias, processos bem mapeados e estratégias direcionadas reflitam em resultados empresariais na Saúde…Leia mais.

Gestão de Pessoas

Liderança é fazer com que as pessoas lutem por aspirações compartilhadas

O gestor deve propor objetivos compartilhados e estratégias de desenvolvimento individual dos colaboradores, essa é um dos fundamentos da liderança…Leia mais.

Cadastre-se para ter acesso a conteúdos exclusivos