Voltar

Logística 4.0 em hospitais

Junte-se a mais de 15.000 profissionais de gestão da saúde.

Assine nossa lista e receba conteúdos com prioridade


    Por Mônica Bezerra*

    De forma simples, podemos definir a Logística 4.0 como uma evolução da logística tradicional com o uso da tecnologia a partir de ferramentas como big data, internet das coisas e inteligência artificial. No ambiente hospitalar, é realizado processo de integração entre tecnologia da informação e automação, logística e gestão hospitalar, de forma a minimizar os custos por meio da redução de desperdícios, potencializar o tempo de trabalho e aumentar a segurança e qualidade no atendimento aos pacientes.

    Tive a oportunidade de debater sobre as potencialidades oferecidas nessa área durante o “Talk Show 2: Logística 4.0: suprindo o hospital de amanhã hoje”, na South America Health Exibition (SAHE), uma feira premium para lideranças da área de saúde que aconteceu em São Paulo. Na ocasião, falei sobre como o planejamento dos processos logísticos pode auxiliar na redução e otimização dos recursos dos hospitais. Um dos passos é ampliar a capacidade de operação aquisição e tratamento de dados, de forma praticamente instantânea, permitindo a tomada de decisões em tempo real.

    No Hospital Santa Izabel (HSI) essa realidade já existe. Na instituição, a cadeia de suprimentos é voltada a planejar e controlar todas as atividades que estão relacionadas a compras — aquisição e abastecimento — à logística: recebimento, armazenagem, movimentação, transporte, previsão de demanda, além de controlar o fluxo de informações. Em um hospital como o Santa Izabel este gerenciamento abrange desde produtos de uso hospitalar e medicamentos até itens alimentícios e materiais de escritório.

    Os recursos da Logística 4.0 que utilizamos são voltados a obter foco na agilidade e controle da cadeia de suprimentos, de forma a melhorar as previsões de demanda para evitar faltas e desperdícios e monitorar o desempenho. E muitas melhorias estão por vir. Está em andamento a sistematização da gestão de farmácias satélites e melhorias no interfaceamento das diversas plataformas e softwares usados na cadeia de suprimentos.

    É importante entender que setores administrativos e assistenciais devem estão inseridos em um mesmo ecossistema com plena interdependência de todas as atividades. Da mesma forma, é essencial identificar os fornecedores e parceiros inovadores realizando planejamento colaborativo com eles, compartilhando o sistema de gerenciamento da cadeia e integrando todas as equipes.

    O impacto da Logística 4.0 é percebido em diversas esferas. No Hospital Santa Izabel as ações significaram redução significativa do tempo médio de estoque, dos percentuais de ruptura de estoques e do volume de compras de urgência, além de melhor performance na gestão de custos. E os principais beneficiados com tudo isso são as pessoas, que podem vivenciar essa nova era com segurança e qualidade.

    *Mônica Bezerra é diretora administrativa do Hospital Santa Izabel. Artigo publicado no Jornal A Tarde, coluna Opinião – pag. 2, em 20/05/2019.

    Leia também:

    Saúde 4.0 é tema de palestra de Roberto Gordilho na Hospitalar 2019

    Value-based Healthcare: estratégia para melhorar a qualidade e reduzir custos

    Resultado e profissionalização da gestão, este é o nome do jogo na Saúde

     

     


    23 de maio de 2019 | Atualizado dia 23 de maio de 2019


    ÚLTIMAS POSTAGENS

    Carreiras

    Quer se destacar? Aplique e domine a gestão por processos

    Gerenciamento orientado à estratégia da organização e visão orgânica, são alguns dos ganhos com a gestão por processos Por Editorial…Leia mais.

    Carreiras

    Domine a gestão do tempo para se destacar na Saúde

    A gestão do tempo está relacionada ao planejamento e execução de prioridades na carreira e cotidiano da Saúde Por Editorial…Leia mais.

    Gestão da Saúde

    Experiência do paciente: o reconhecimento está nos resultados

    Para uma boa experiência do paciente são necessários integração de processos e equipes, visão holística e foco nos resultados Por…Leia mais.

    Cadastre-se para ter acesso a conteúdos exclusivos