Voltar

Vantagens da experiência do colaborador na Saúde

Junte-se a mais de 15.000 profissionais de gestão da saúde.

Assine nossa lista e receba conteúdos com prioridade

Aplicar estratégias para melhorar a experiência do colaborador é uma habilidade que confere reconhecimento aos gestores

Por Editorial GesSaúde 

A experiência do colaborador reúne um conjunto de percepções vivenciadas por cada profissional dentro da organização de Saúde. É, portanto, uma estratégia que apresenta diversos desafios para os gestores. Ainda mais em ambientes de imprevisibilidade, como a crise provocada pela pandemia da Covid-19. Porém, compreender a importância de cada colaborador para a sustentabilidade do negócio é o princípio básico do conceito e que confere destaque para os gestores. 

Outro aspecto importante na aplicação eficaz de estratégias voltadas para a experiência do colaborador é o clima organizacional. Isso se torna ainda mais relevante em momentos de trabalho sob pressão – uma constante no mundo da Saúde. Suporte técnico e psicológico podem fazer parte das ações de melhoria da experiência. Assim, o gestor deve mirar a atenção para os variados níveis de contato do colaborador com a instituição. Em cada nível o colaborador deve ter claras as mensagens carregadas pela missão e valores da organização. Por exemplo:

  • Seleção profissional;
  • Capacitação;
  • Contratação;
  • Integração;
  • Desenvolvimento;
  • Crescimento;
  • Desligamento e recolocação (outplacement)

A experiência do colaborador também é importante para conquistar engajamento. E o exemplo é a melhor forma de motivar as pessoas. Ou seja, quando o gestor atua de maneira profissional, aplicando técnicas modernas de gerenciamento e fornece qualidade nos relacionamentos interpessoais, o reconhecimento faz parte dos resultados. Dessa forma, reconhecer e bonificar é  uma maneira prática de evolução da experiência do colaborador.

Maturidade

Considerando as devidas métricas de contratação e definição de postos, os colaboradores devem ter autonomia de atuação. Ou seja, o colaborador que nota a confiança por parte do líder ou gestor sente-se mais à vontade para expandir ações voltadas para a melhoria de todo o negócio. Portanto, conferir autonomia para os profissionais vai além de fornecer uma boa experiência. É sinal de maturidade e confere reconhecimento e destaque dentro da organização e no mercado. 

Retenção de talentos

A digitalização das relações e a chegada de novas gerações deram mais liberdade de escolha para os profissionais. É uma busca constante por ambientes de trabalho que agregam valor à carreira e oferecem políticas de valorização. Dessa forma, outra contribuição de uma experiência do colaborador eficaz é a retenção de talentos. Portanto, os desafios do gestor estão além da contratação e identificação desses perfis: é necessário manter a operação equilibrada, em conjunto com ações de valorização e de crescimento profissional personalizados. 

Somando todos os ganhos de uma boa experiência do colaborador, outro resultado é a promoção da marca empregadora. E, por trás dela, está o gestor responsável por todas as estratégias de melhoria da relação colaborador-instituição. Destaque e reconhecimento, portanto, são consequências de dominar essa habilidade. 

*Acompanhe Roberto Gordilho nas redes sociais e se atualize diariamente com o melhor conteúdo de gestão na Saúde:

Siga Roberto Gordilho nas Redes Sociais:

YouTube GesSaúde

Instagram GesSaúde

Sobre Roberto Gordilho

Roberto Gordilho é fundador e CEO da GesSaúde, professor, palestrante, apresentador do Canal GesSaúde no YouTube, autor do livro “Maturidade de Gestão Hospitalar e Transformação Digital, os caminhos para o futuro da Saúde”. 

Foi fundador e diretor das empresas EXE Sistemas e Extreme Tecnologia, além de ter sido por 08 anos diretor da MV, onde coordenou projetos de implantação em mais de 300 hospitais no Brasil, Chile, México e República Dominicana.

Formado em Processamento de Dados com especializações em Desenvolvimento Web, Sistemas de Informação e Engenharia de Software, além de Finanças, Contabilidade e Auditoria pela FGV, possui cursos de formação executiva na Kellogg Business School (Chicago) e Universidade da Califórnia (Irvine), participou também do programa de inovação Learn Experience em São Francisco.


29 de março de 2021 | Atualizado dia 27 de junho de 2021


ÚLTIMAS POSTAGENS

Tecnologia de Gestão

Tecnologias disruptivas na Saúde: o mundo dos superapps

Enquanto os superapps economizam tempo e dinamismo, os wearable devices jogam as organizações de Saúde para dentro dos lares Por…Leia mais.

Gestão da Saúde

O mundo se tornou omnichannel, a Saúde não pode ficar de fora

O omnichannel se baseia na convergência de todos os canais de comunicação do negócio para otimizar a experiência do cliente…Leia mais.

Transformação Digital na Saúde

Novas tecnologias: você ainda trabalha no analógico?

Inteligência artificial, IOT, impressão 3D e Blockchain são novas tecnologias que, apesar do nome, já são comuns na condução dos…Leia mais.

Cadastre-se para ter acesso a conteúdos exclusivos